ISSN 1645 – 3298
Revista Consejo Editorial Autores

Gymnasium

Artículo · Gymnasium · 1(2) · 2016

AS ATITUDES DOS ALUNOS DOS ENSINOS BÁSICO E SECUNDÁRIO FACE À INCLUSÃO DOS SEUS PARES COM DEFICIÊNCIA NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA – AS ESTRATÉGIAS COMPETITIVAS CENTRADAS NOS OBJETIVOS

O estudo teve como objetivo analisar a atitude dos alunos face à inclusão dos seus pares com deficiência nas aulas de E.F., bem como o tipo de associação entre essas atitudes e as estratégias competitivas centradas nos objetivos. Os resultados confirmam uma atitude favorável dos alunos em relação à inclusão dos seus pares com deficiência nas aulas de E.F. (atitudes favoráveis, crenças normativas e de controlo). Contrariando a usual dicotomia entre competição e cooperação, que suporta a ideia que a cooperação é um facilitador da inclusão e a competição... - Leer artículo

500

Artículo · Gymnasium · 1(2) · 2016

OS JESUÍTAS: A CIÊNCIA, A EDUCAÇÃO FÍSICA E O NOVO CONCEITO DE SALVAÇÃO

A Companhia de Jesus, fundada em 1534, por Inácio de Loyola (1491-1556), exerceu uma forte influência não só na Igreja, mas na sociedade em geral, incluindo o ensino, a política, a diplomacia e a cultura. Em Portugal, foram incumbidos pelo rei D. Joao III de evangelizar o Oriente, e, por esse motivo, ganharam o epíteto de Construtores da Globalização. Em poucas décadas tornaram-se educadores de elites europeias e transeuropeias e missionários que levaram a doutrina cristã a remotas paragens. Porém, com o Marquês de Pombal criou-se o mito antijesuítico... - Leer artículo

444

Artículo · Gymnasium · 1(2) · 2016

A PERCEPÇÃO DO CLIMA MOTIVACIONAL EM ALUNOS DE PROFESSORES ESTAGIÁRIOS E DE PROFESSORES COOPERANTES

O objectivo do estudo foi analisar o clima motivacional predominante nas aulas de Educação Física de professores estagiários e de professores cooperantes. A percepção de competência, a atitude face à disciplina de Educação Física e o estilo de vida dos alunos foram igualmente objecto de análise. A amostra foi constituída por 122 alunos (59 rapazes e 63 raparigas), com idades compreendidas entre os 15 e os 18 anos. Todos os alunos eram estudantes do ensino secundário de quatro escolas da cidade de Lisboa. Os dados foram recolhidos através de questionário.... - Leer artículo

408

Artículo · Gymnasium · 1(2) · 2016

CONDIÇÕES QUE DEVE CUMPRIR UMA ESCOLA PARA SE CONVERTER EM PROMOTORA DE ESTILOS DE VIDA ACTIVOS PARA OS ALUNOS

Em Espanha está a incentivar-se que as escolas assumam um papel importante na promoção de estilos de vida saudáveis (Lei Orgânica para a qualidade da educação 8/2013). Este trabalho desenvolveu-se no contexto da comunidade autónoma da Galiza e nas escolas que implementaram o Projecto Deportivo de Centro (2013), centrado fundamentalmente na atividade física formal, não formal e informal realizada nas suas instalações e na sua esfera de influência. Entendemos que a existência de um programa de atividade física é essencial para cumprir o papel que... - Leer artículo

413

Artículo · Gymnasium · 1(2) · 2016

MANIPULAÇÃO DE EXPECTATIVAS NA ATIVIDADE FÍSICA: INFLUÊNCIA NA SAÚDE DE TRABALHADORES BLUE COLLAR

O presente estudo pretendeu analisar a influência de uma intervenção com manipulação de expectativas na atividade física, composição corporal e pressão arterial em sujeitos com uma atividade profissional blue collar. O estudo teve a duração de quatro semanas, sendo do tipo randomised controlled trial, realizado com trabalhadores com uma atividade profissional fisicamente ativa. Ao grupo de intervenção foi realizado um priming com o objetivo de salientar que algumas tarefas profissionais vão ao encontro das recomendações para adultos saudáveis. Aplicou-se... - Leer artículo

431
cargando datos...